MINOM | Movimento Internacional para uma Nova Museologia Portugal 
Facebook

Facebook

Youtube video

Flickr fotografias


Na sequência do processo de auscultação e de recolha de propostas de redacção de uma nova definição de museu, realizado pelo comitê permanente sobre Definição de Museu e Perspectiva do ICOM, onde o MINOM-Portugal também contribuiu com proposta própria, o Conselho Executivo do ICOM propõe para debate e aprovação na próxima Conferência Geral (1-7 Setembro, Kyoto) a seguinte definição de museu a ser integrada nos estatutos do ICOM:

Museums are democratising, inclusive and polyphonic spaces for critical dialogue about the pasts and the futures. Acknowledging and addressing the conflicts and challenges of the present, they hold artefacts and specimens in trust for society, safeguard diverse memories for future generations and guarantee equal rights and equal access to heritage for all people. Museums are not for profit. They are participatory and transparent, and work in active partnership with and for diverse communities to collect, preserve, research, interpret, exhibit, and enhance understandings of the world, aiming to contribute to human dignity and social justice, global equality and planetary wellbeing.

Os Museus são espaços democratizantes, inclusivos e polifónicos, orientados para o diálogo crítico sobre os passados e os futuros. Reconhecendo e lidando com os conflitos e desafios do presente, detêm, em nome da sociedade, a custódia de artefactos e espécimes, por ela preservam memórias diversas para as gerações futuras, garantindo a igualdade de direitos e de acesso ao património a todas as pessoas. Os museus não têm fins lucrativos. São participativos e transparentes; trabalham em parceria activa com e para comunidades diversas na recolha, conservação, investigação, interpretação, exposição e aprofundamento dos vários entendimentos do mundo, com o objectivo de contribuir para a dignidade humana e para a justiça social, a igualdade global e o bem-estar planetário.
(tradução de ICOM-Portugal)



O MINOM agrupa, numa vasta plataforma de tendências e de organismos, indivíduos dedicados a uma museologia activa, interactiva, preocupados com a mudança social e cultural. Favorece a cooperação entre os utentes e os profissionais dos museus. Defende uma museologia aberta a todas as perspectivas que possam contribuir para fazer do museu e da exposição um instrumento de desenvolvimento da personalidade das comunidades e um laboratório de construção do seu futuro. Por isso, o MINOM defende a aproximação intercultural e a criação de solidariedades a nível local, nacional e internacional. O seu percurso está ligado a conceitos como a Museologia Social e mais recentemente a Sociomuseologia.

Núcleo da Oralidade    Escola no Museu   
Copyright © 2015 (Minom Portugal). Contacto.
Última alteração feita em 24 de agosto de 2019.